ACE – Propensão a Doenças Cardíacas

A principal causa das doenças cardíacas é a hipertensão arterial. Pode ser causada pela obesidade, pelo hábito de fumar, por diabetes, colesterol ou estados de estresse. Esta classe de doença é um dos principais problemas de saúde pública, responsável por aproximadamente um terço das mortes ocorridas no mundo todo. Dietas ricas em gordura e sedentarismo são, em última análise, os grandes vilões da saúde coronariana.

 

A identificação de tendências hereditárias e fatores de risco são úteis na indicação de medicamentos e na adoção de mudanças no estilo de vida, como a prática diária de exercícios e uma dieta pobre em sal.

 

Até poucos anos atrás, as doenças cardiovasculares eram mais comuns nos homens. Hoje, em algumas partes do mundo, as cardiopatias são as causas mais frequentes de morte de mulheres, inclusive antes dos 65 anos de idade.

 

A caracterização do polimorfismo no gene ACE  indica propensão a infarto do miocárdio.

 

O gene da ACE (enzima conversora da angiotensina) no cromossomo 17 possui um polimorfismo de dois alelos, denominados “inserção” (I) e “deleção” (D). Estes alelos influenciam no nível da ACE circulante. Pessoas com o genótipo II apresentam concentrações baixas de ACE, enquanto que aquelas com o genótipo DD têm concentrações altas. Já as com genótipo ID têm níveis intermediários. O genótipo DD apresenta associação com propensão a infarto 3,2 vezes superior aos genótipos ID e II.

 

O exame de propensão às doenças cardíacas, realizado pela Genomic, é indicado para pessoas com histórico familiar de infarto do miocárdio e que não apresentem riscos aparentes como fumo, vida sedentária e altas taxas de colesterol e lipídeos. Este exame é realizado uma única vez na vida, em qualquer idade, inclusive pré-natal, pois as informações estudadas provêm do código genético do indivíduo e não sofrem alterações por estímulos ambientais.

 

Metodologia:

Isolamento do DNA genômico de leucócitos, seguida de amplificação por PCR da região específica do gene ACE e análise por eletroforese.

 

Coleta:

Para realizar o exame é necessária a coleta de 4,5 mL de sangue periférico em um tubo de coleta a vácuo com anticoagulante EDTA (Vacutainer de tampa roxa) ou sangue em papel filtro FTA da Whatman®. O exame deve ser enviado em até cinco dias e a amostra deve ser conservada em temperatura ambiente.

 

Prazos:

Os resultados são enviados em 10 dias úteis.

 

* O exame só será realizado mediante pedido médico.

 

Para maiores informações e valores entre em contato com a Genomic.